quinta-feira, 27 de março de 2014

Premio EFE, por Blog Andres D'Alessandro!



Falar sobre D'Alessandro. Fácil. Falar sobre o jogador D'Alessandro no Inter em 2013 já é tarefa mais difícil. Como explicar que num ano absolutamente infeliz de nosso Inter, nosso Capitão tenha tido um dos melhores rendimentos dos seus 5 anos no clube? Usem a palavra que quiserem: Estrela, talento, sorte... Eu uso trabalho! D'Ale após tudo q passou em 2012 fez um pacto com ele mesmo de dar ao torcedor colorado um retorno de todo o apoio e carinho q teve nas horas ruins. E trabalhou para isso. Se esforçou nos treinos, se dedicou na parte física. Foi aluno taticamente, foi líder e soube entrar em cada partida com o pensamento de "dar o seu melhor" independente do que os outros pensavam. A mídia Brasileira não o colocou em premiação nenhuma, mas todos sabem q ele foi o melhor 10 do Brasileiro/2013. Os números não mentem. O Prêmio EFE chegou para D'Alessandro como um sorriso, um raio de luz, uma alegria a mais! 


Na hora dos agradecimentos, ele não escondia a imensa gratidão aos que o apoiaram: família, amigos, torcida e clube! Chorou, se emocionou e ao ser chamado para as fotos dizia todo sorridente: "Segura, segura o troféu... Pode segurar!" Ria e fazia questão de conversar e mostrar para todos o quanto ficou feliz com o reconhecimento da entidade espanhola ao seu trabalho! D'Ale estava radiante. Nos olhava com aquele olhar de " é de vocês" que só um craque dentro da sua humildade saberia reconhecer. Vocês, ele se refere a torcida, aos companheiros, ao clube. 

Ontem vimos o porque de D'aAlessandro ser escolhido para esse premio. D'Ale foi de uma eficiência impar, levando e comandando nosso time a mais uma final! 

Rosita Buffi

"No Brasileirão 2013, D’Ale balançou a rede onze vezes - artilheiro da equipe colorada - e fez nove assistências para gol, o que, somado aos demais requisitos, rendeu-lhe 72 pontos na premiação. O holandês Seedorf, que atuou pelo Botafogo, acumulou 65 e ficou com o segundo lugar. "

A história do Prêmio EFE registra outros importantes ganhadores e que, em algum momento da carreira, atuaram no futebol espanhol. O português Cristiano Ronaldo levou o troféu edição 2012/2013; antes, o compatriota de D’Ale, Lionel Messi, do Barcelona, vencera por quatro vezes consecutivas. Os brasileiros Ronaldo, Romário, Roberto Carlos, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho também já faturaram. " 
                                              www.dalessandro10.com


Um comentário:

Caren Santos disse...

Com certeza mais que merecido, Ídolo!!!