terça-feira, 16 de agosto de 2011

Semana nova, técnico novo, vida nova?

Fala coloradagem!

Mais uma semana iniciando turbulenta no S. C. Internacional. O que está havendo? Técnico novo, jogador tendo chilique, um monte de jogadores lesionados, torcida afoita, ufa, quanta coisa! E, no meio de tudo isso, um jogo lamentável na rodada, pontos que eram possíveis de se conquistar. 

Como falei em novo técnico, vamos a alguns comentários. Primeiro que, dos que estavam no mercado, foi a melhor escolha, deixei claro que o Autuori não me agradava em nada, a passagem dele por aqui não foi boa e não tem estilo de técnico de time gaúcho. Quero acreditar no Dorival, quero muito e  espero que ele tenha coragem de retirar alguns medalhões da equipe e renovar, iniciando pela zaga... Depois, não dar tanto espaço para o D'Alessandro, pois só falta ser presidente do clube. Admito o futebol do argentino, que é técnico, que desequilibra muitas partidas, o que me irrita é a idolatria exacerbada que ele tem, parece até que o jogador é maior que o clube e isso não  pode acontecer. Certamente receberei críticas dos apaixonados do D'ale, mas não modifico o meu pensamento em relação a isso. 

Nossa zaga, bastante irregular, cada dia nos deixa mais nervosos. O Muriel tem sido seguro no gol, até que enfim um goleiro que nos passe segurança. O problema é a zaga que tem deixado muito a desejar. Sou fã do Bolívar, isso não é segredo e faço questão de destacar, mas  não tem sido uma boa liderança no grupo e seu futebol é insuficiente, bem como o Índio   Dorival terá trabalho, não vai adiantar começar a pegar no pé dele no primeiro jogo, deve ser desesperador olhar pro banco e não ver alguém que entre e mude o ritmo de jogo... Por isso amigos, paciência! 


Em relação ao Andrezinho, fico com 2 corações. O primeiro que acalenta o jogador que fez a diferença em muitos jogos, cito o da Copa do Brasil contra o Flamengo, pois aquele gol foi memorável demais, me arrepio ao lembrar. Sem contar outros gols que fez, até em grenal, com uma perna só!!!! Outro ponto que  irritaria qualquer jogador é estar anos num clube e nunca ser titular absoluto, e pior, estar no banco enquanto o W. Matias está em campo, isso é lamentável, sem comentários. O segundo coração é o que repudia o fato de ter treinado e pedir pra não jogar, sabendo que estaríamos desfalcados, que ele seria importante no jogo, isso me irritou. 

Bem, após algumas divagações, não quero nem comentar o jogo de domingo, pontos perdidos de forma pífia, mesmo com os desfalques, tava fácil o jogo. 


Antes de encerrar, como sou uma Bolivete assumida, gostaria de deixar uma homenagem ao Bolívar, apesar de todas as críticas que vem sofrendo devido as suas atuações e atitudes em campo, merece reconhecimento por tudo que fez pelo Inter, por honrar a camisa acima de tudo. Te amo Bolívar, feliz aniversário, tua data é especial, nossa primeira Libertadores em 16 de agosto de 2006, um dia inesquecível para todos nós colorados!!!!

                                                                Te amo Bolívar! 




Adiós Loss.

                                                   Bienvenido Dorival. 


2 comentários:

Lenise Souza disse...

Hoje fazem 5 anos que ganhamos a primeira Libertadores!! Que emoção, que loucura, que maravilha foi aquilo!

Eu nunca te esquecerei.......

Eu estava lá!!!!

Beijo Dani, belo Post!

Daniela disse...

Obrigada linda!!!