quinta-feira, 1 de março de 2012

Mande notícias do mundo de lá...

Trouxe este assunto a tona porque tem me chamado atenção a quantidade de comentários a respeito nos sites de relacionamento. Torcidas organizadas.
Falar em organizadas neste momento não é muito agradável. Com isso não quero denegrir nem deturpar a imagem de quem quer que seja, pois generalizar não é a forma correta de resolver qualquer problema.

Hierro é a figura central deste post, porque Hierro, infelizmente, nos remete ao lado negro das organizadas. Eu não conheço este cidadão, não sei se tem família, quem são seus amigos ou quais os sentimentos que possui como torcedor do INTER. A melhor imagem que tenho dele, a mais nítida, é dele correndo feito um insano dentro do Beira Rio, acuando as pessoas e esfaqueando outras. Convenhamos que não é uma imagem que abone qualquer pessoa.
Uma reportagem interessante sobre Hierro e organizadas foi escrita após uma investigação nas redes sociais e em páginas do orkut pelos repórteres Cid  Martins e Jocimar Farina, da Rádio gaúcha e Fábio Almeida da Radio Farroupilha. Nesta reportagem, em que se fizeram passar por torcedores interessados em armas, eles colocam em xeque as atitudes destes elementos, que se intitulam torcedores e que cometem crimes escondidos atrás de camisas dos seus times.

Tenho uma opinião formada a respeito. Quando vejo pessoas pedindo a volta da popular, porque sem ela o estádio se cala, me pergunto: Como assim? Então quer dizer que este fanático torcedor Colorado, este maravilhoso cantor de arquibancadas só grita e canta pelo Time se for parte de uma torcida organizada, senão emudece? Mas o que significa isso? Me soa como aquela frase horrorosa: "Vou te amar se você for bonzinho e seguir meus padrões".  Eu só torço e grito e pulo e vibro se for da popular. Senão não vou ao estádio, não canto, não pulo e não vibro.  
Entendi !

Acabou-se a Popular, está proibida de entrar no Beira Rio estabelecida como organizada, e as pessoas que fazem dela não podem mais torcer. Mas por todos os diabos, que espécie de Coloradismo é este?
Ou estas pessoas que pertencem a esta torcida, torcem pelo Hierro Futebol clube?

E voltamos a velha e boa historia de sempre....ONDE está Wally? Onde está aquele cabra revoltado, macho, que percorreu arquibancadas empunhando sua faca de estimação, resolvido a acabar com seus desafetos ao estilo samurai, na ponta da espada.....

Em uma entrevista a zero hora, este cidadão que adotou este nome Hierro por ter "alma Argentina", diz que o maior problema é que lidam com muito dinheiro. (???) Que chega em torno da 27 mil reais por mês, e que as brigas se deram porque tem gente que "cresceu o olho". Explica, nesta mesma entrevista dada ao repórter Leandro Behs, que começaram a receber dinheiro na gestão de Vitorio Pífero. Que recebiam como subsídio, mas que "Fizeram" virar verba. Que a diretoria quis na época dizer que não podiam repassar este dinheiro, mas ele disse "se estão dando eu sei como gastar" e assim ficou.
Vejam o que diz Hierro ao repórter:

 "Algumas pessoas que andavam conosco tinham tinham a função de nos proteger. Temos muitos inimigos. Antes, era só do Grêmio. Depois, passaram a ser do Inter. Agente lida com uma quantia muito grande de dinheiro a cada jogo, sempre tive quatro, cinco, seis pessoas me cuidando.Não posso andar com um voleme grande de dinheiro desprotegido. Essas pessoas eram contratadas, depois, se tornaram parte da torcida e passaram a ter regalias como eu. Passaram a participar sem despesas e a me dar proteção."  (Mas isso é futebol ou o que?)

Sinceramente, eu não entendo muito deste assunto. Mesmo porque nunca ninguém me pagou para eu torcer pelo INTER. Mas eu gostaria que estas pessoas que hoje berram pelas redes sociais , implorando e exigindo a volta da Popular, que parem e pensem. Pensem se a violência que vimos estampada dentro do nosso Palco Sagrado, paga um canto mais alto. Pensem que se estas pessoas amassem o INTER, independente de pertencerem a uma organizada, estariam lá cantando juntas, com o mesmo entusiasmo.
Mas se em contra partida eles não estão indo ao estádio porque precisam, a partir de agora, pagar ingresso, ter despesas, como todos nós que torcemos pelo INTER e aí não tem condições, eu tenho a solução. 

Vamos falar com o Responsável pelo sócio torcedor. O Novo programa do INTER. Vamos juntar algumas pessoas que possam dispor de 10 reais por mes. Vamos procurar colorados e coloradas que sonham em ver o INTER jogar mas nunca tiveram condições financeiras de ir ao estádio. E vamos fazer estas pessoas chegarem lá. Porque eu garanto, torcedor Vermelho, que a empolgação e garra destes colorados, fará ressoar no Gigante não só a voz das torcidas. Mas a voz da alma. E de uma alma que só possui aquele que sabe o que é torcer por este time.  A voz da verdadeira ALMA COLORADA.
E não tem nenhuma torcida organizada no mundo maior que isso.

Realidade, gente. Quem ama ama, sem condições. Se não, não é amor.

Saudações Coloradas.


3 comentários:

Igor sausmikat disse...

Disse tudo!
abraço
Igor
meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05

CORAÇÃO VERMELHO disse...

Valeu Igor. estarei prestigiando teu blog.
abraços
Heide

CORAÇÃO VERMELHO disse...

Valeu Igor. estarei prestigiando teu blog.
abraços
Heide